quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Um pensamento de Santo Agostinho

O nevoeiro encheu o vale, aqui, diante da minha janela.

        "A  minha infância
    morreu há  muito, no entanto, 
             eu permaneço vivo.
 Mas  Vós, Senhor, viveis eternamente
             e nada em  Vós morre, 
porque Vós existíeis antes do inicio
       dos tempos, e sois Deus e Senhor
              de tudo quanto criastes."

    (Santo Agostinho - no livro - As melhores citações)

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

AMOR SINCERO - Canção Popular de Manuel Dias Pereira

O Sr. Manuel da Música e eu,  num dia de festa na Sociedade Recreativa de Maceira - Pero -  Pinheiro. - Sintra

AMOR SINCERO

              I
O amor é um sentimento
Que brota do coração,
Para haver entendimento
Ele precisa de alimento
Até chegar à paixão;

Há o  amor verdadeiro
Que amor sabe conquistar,
Que se dá sempre primeiro,
 Que nunca é taiçoeiro
E que sabe perdoar!

      REFRÃO
  
Amor sincero,
Que eu muito quero
No coração;
Amor pr'amar,
Que saiba dar
Sempre o perdão;
Amor sublime,
Que nos redime
E está primeiro;
Amor de Deus,
Que vem dos céus!
E é verdadeiro! (bis)

            II
Também há o amor fingido,
que causa por vezes mal,
Não é um amor sentido,
Nem sequer apetecido,
Poi é só amor carnal;

Este amor que causa dor,
Ele é sempre interesseiro,
Procura ser sedutor,
Mas que nunca é amor,
Porque é vil e traiçoeiro!
     
         REFRÃO

              III
Há o amor passageiro,
Que depressa vai embora,
Este é um amor brejeiro,
Em que o"eu" está primeiro,
Sabe fingir e até chora;

Eu desejo, ardentemente,
Ter amor puro e leal
Para dar a toda a gente,
E eu viver, sempre contente,
Por fazer bem e não mal!

          REFRÃO

            CODA
Amor....amor sincero
Amor, amor
Amor sincero, amor sincero

(Manuel Dias Pereira - -no livro - VIVER A CANTAR)

Nota:

Se algum amigo desejar a pauta musical
eu poderei enviar.
 

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Poema dedicado por uma filha ao seu pai

O Pastor Manuel Ramos com a sua família. Fonte da imagem:http://blogdavozinha.blogspot.pt 

«A ti meu querido pai Manuel Ramos
      Mindelo, 23 de Maio de 2006.

Obrigada ó Deus pelo meu pai!
Pelo maravilhoso pai que me deste.
Obrigada meu pai, porque quando ainda
Não sabia falar, nem caminhar, nem ler,
Nem escrever, tu!!!
Tudo fizeste por mim!
Tu foste uma bênção para mim!

Obrigada meu pai!
Meu prestimoso pai,
Sabiamente soubeste ajudar, amparar.
Instruir, proteger e corrigir para educar.

Obrigada  a ti meu amoroso pai,
E à minha querida e inesquecível mãe!
Pelos adoráveis filhos que trouxestes
E pela vossa constante dedicação e ternura
Aos filhos que muito se orgulham de ser vossos
Pela excelência da vossa paternudade.

Obrigada meu pai, meu incansável pai!
Pela quantidade inestimável de vezes 
Que a  ti não popupaste sacrifícios  para me educar...
Que as minhas dúvidas transformaste em certezas,
A minha insegurança em tranquilidade,
As minhas tristezas em alegrias.

Obrigada, mil vezes obrigada!
Meu valoroso pai, meu pai confidente...
Pela tua integridade, honestidade, sabedoria,
Fidelidade, pela tua riqueza espiritual
Pelo teu fiel testemunho à nossa sociedade
E ao mundo inteiro, o que faz de ti um grande homem
E reforça em ti a dignidade de  ser chamado pai.

Obrigada meu generoso pai!
Porque és aquele com quem sempre pude contar.
No certo, no incerto...sempre animando, encorajando,
Quando não executando.

Obrigada meu pai, meu querido pai!
Meu pai poeta, meu pai escritor, meu pai compositor,
Meu pai pastor, minha fonte inspiradpra,
Meu pai da ilha de S Nicolau, meu pai Mindelense,
Meu pai de Cabo Verde, meu pai do mundo inteiro.
Meu pai minha vida, meu tesouro,
Meu pai herói! meu inesquecível pai...
Obrigada, muito obrigada
Porque igual a ti, jamais encontrarei,
Porque tu és tudo, tudo paramim.

 Armandina
Tua filha  que te quer bem e muito te admira. 

 - Aida Ramos -  No livro - Lembranças de uma Filha

domingo, 14 de janeiro de 2018

Porque hoje é Domingo (472)


Cântico de peregrinação

«Levanto os olhos para a montanha,
de onde me virá o auxílio.
O meu uixílio vem do SENHOR,
que fez o céu e a terra.

Ele não te deixará cair;
aquele que te protege está sempre  alerta!
Aquele que protege Israel  não dorme,
está sempre alerta.
É o SENHOR que te protege
e está ao teu lado para te guardar.
O Sol não te fará mal durante o dia,
nem de noite a Lua te incomodará.

O SENHOR protege-te de todo omal
protege a tua vida.
O SENHOR protege-te quando sais e quando voltas,
agora e para sempre.»

(Salmo 121 - na Bíblia para Todos)

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Aconteceu faz hoje 112 anos!

Galinha de água com um filhote na  "minha"  Ribeira das Jardas .

12 de Janeiro de 1906

"Vi várias galinhas -   d'água que comiam num campo recém-lavrado, junto a um charco."

  (No livro - A Alegria de Viver com a Natureza  - De Edith Holden)

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

SER POETA - Um poema de Rubens dos Santos

Um pouco da beleza do meu pátio.

  Ser poeta é sorrir, chorar, sentir, esperar...
  É tratar dos sentimentos
  que todo mundo vive;
  Mas que não sabem como dar forma...

  Ser poeta é não saber como dar forma
  a tudo aquilo que se sente...
  É amar cada coisa eminentemente...
  É silenciar quando o coração pressente...

  Ser poeta é olhar para tudo
  como quem descobre um detalhe
  de Deus... É procurar a felicidade
  nos caminhos mais íngremes...

  É pôr em palavras
  o que Deus concede...

                           
    ( Rubens dos Santos  - no blogue - http://apreciacoesdiversas.blogspot.pt)

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Aproximemo-nos de Deus com confiança

A florinha foi nascer em cima do telhado. Talvez,  para estar mais perto do Criador.  

«Consideramos uma maravilha a confiança com que  nos é permitido chegar a Deus, o que  não podemos atribuir aos nossos méritos, mas aos de Jesus, segundo o ensino de Paulo: 
"É por Cristo que temos tal confiança em Deus". (Ef.2:4). Ele, pelo seu sacrifício no Calvário, tornou-se o Mediador entre Deus e os homens e razão da bem-aventurança de todos os  que n ' Ele crêem. O convite que deixou é  concludente: "Vinde a mim,  todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos  aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração;  e encontrareis descanso para as vossas almas."(Mat.11:28).
 
(Pastor Dr. João António Marques - no livro - o Mediador Divino)